COSTA DO MARFIM - Anouaze-G.A  

COSTA DO MARFIM - Anouaze-G.A  O ANOUAZE-G.A é um grupo artístico profissional formado em Yopougon Abidjan Cote d’Ivoire no oeste africano e foi fundando em 2010 por Tadjo N’Draman Say Alain. 

Reconhecido como uma referência pelo seu empenho no caminho das novas tendências da dança africana e pelas suas explorações teatrais de música e de dança, ANOUAZE-G.A, também promove trabalhos passados negligenciados e adapta textos clássicos reinterpretando-os em novas formas. 

Tocam ritmos e instrumentos tradicionais da Guiné, Mali, Costa do Marfim, Burkina Faso e Senegal. O grupo artístico desenvolve trabalhos em áreas tão distintas como teatro, dança, escultura, música, storytelling, desenhos e pintura tradicional. 

Nos passados três anos obteve vários prémios de distinção, incluindo o “Le Prix du Meilleur Manager 2013”. ANOUAZE-G.A foi o organizador do ballet Nacional de cote d’lvoire e Sabary-So. 

A equipa itinerante é composta por 15 a 35 membros, de acordo com as necessidades dos eventos.

ÍNDIA - Shilpagya India

ÍNDIA - Shilpagya IndiaSHILPAGYA, com mais de 12 anos de experiência, é um grupo líder em artes tradicionais verdadeiramente indianas. Com origem em Ahmedabad (Gujarat), na Índia, o grupo é especializado principalmente em folkdance e danças clássicas com música regional, provenientes de várias zonas do país. 

SHILPAGYA é um grupo que procura preservar a música e a dança popular indiana e difundir esta cultura tradicional e o folclore na juventude, para além do programa de intercâmbio que cruza a exposição cultural com a perspetiva global. 

As principais atividades da shilpagya são a organização de eventos culturais de folkdance indiano e a programação musical nacional e internacional. Treinam várias artes como folkdances indiano, danças clássicas, instrumentos musicais etc.

MÉXICO - Ensamble Folclorico Mexicano

MÉXICO - Ensamble Folclorico MexicanoO Ensemble Folclórico Mexicano é um grupo com origem em Monterrey, do estado mexicano de Nuevo Leon e foi fundado em agosto de 2007, pelo mestre David Garcia Magaña. 

O Grupo é composto por músicos, cantores e dançarinos de folclore mexicano. O Ensemble Folclórico Mexicano fez a sua estreia no “National Dance Show - Mitote Folklórico" em abril de 2008, e participou em vários eventos organizados pelo Conselho para a Cultura e as Artes de Nuevo Leon. 

Participou também em vários festivais culturais no interior do México; no Festival Internacional de “ArteFest San Pedro”, Nuevo Leon e no “Festival Internacional de Santa Lucia”, em Monterrey. 

Representou o México no 4º. Festival Internacional de Folclore "Globalifílicos", do Instituto Tecnológico e de Estudos Superiores de Monterrey; no Festival Internacional de Folclore de Nova Petrópolis, no Brasil e no “Rocky Mountain de Pueblo”, Colorado, nos Estados Unidos da América. 

Foi distinguido com vários prémios dos quais se destacam, o primeiro lugar no "Concurso de Dança Folclórico Colégio Mexicano", da Universidade Autónoma de Nuevo Leon.

NOVA ZELÂNDIA - Whitireia Performing Arts

NOVA ZELÂNDIA - Whitireia Performing Arts“HE TOI WHAKAIRO HE MANA TANGATA” (Onde há excelência artística, há a dignidade humana.)

A 10 de fevereiro de 1986, a instituição de ensino abriu portas para os primeiros estudantes em Porirua, intitulada de: 'Porirua Regional Community College'. Em 2010, já com algumas mudanças de nome feitas, este voltou a ser repensado por diversos fatores, e a instituição acabou por ser rebatizada de 'Whitireia New Zealand'.

Criado em 1991, o programa de artes performativas da instituição é um sucesso devido à partilha de paixões e visões das pessoas que incorporam o projeto. Uma partilha de conhecimento sobre as comunidades culturais, educação, artes cênicas e dança; sempre com o intuito de criar pontes culturais e celebrar a identidade cultural única de Aotearoa, Nova Zelândia.

PORTUGAL - Grupo Folclórico das Terras da Feira - Casa da Gaia

PORTUGAL - Grupo Folclórico das Terras da Feira - Casa da GaiaA CASA DA GAIA – Centro de Cultura, Desporto e Recreio de Argoncilhe – Santa Maria da Feira, foi fundada em 1971. Dos vários sectores existentes, destaca-se o Grupo Folclórico das Terras da Feira. 

Depois de um trabalho apurado no campo das recolhas, este grupo aparece com muita dignidade a interpretar e a divulgar o Folclore das Terras da Feira. É o responsável pela organização do DANÇAS DO MUNDO – FESTIVAL INTERNACIONAL DE FOLCLORE NAS TERRAS DA FEIRA E DO ENCONTRO DE JANEIRAS. 

Este grupo tem participado em diversas manifestações culturais de Norte a Sul do País e regiões autónomas em: Festivais, Festas/Romarias, animações, Encontros de Janeiras etc.. 

No estrangeiro actuou várias vezes em França, Bélgica, Itália, Áustria, Espanha, Grécia, Hungria e Bulgária.

RÚSSIA - The Free Steppe

RÚSSIA - The Free SteppeA região de Stavropol, localizado no sul da Rússia, é a região dos cossacos. Durante séculos o folclore e as tradições da região dos cossacos estiveram perfeitamente entrelaçados, como os rios originais: o Don, Tereka e Kuban. 

"A estepe livre" conjunto cossaco profissional de música e dança, desta região foi criado em abril de 2005. 

O grupo é composto vários elementos, entre coro, bailarinos e músicos. O repertório é variado, com complexas coreografias, muitas vezes envolvendo todo o conjunto. 

As canções são executadas com dança ilustrando o modo de vida dos cossacos ao longo dos séculos, transportando o público para a vida e os tempos do soldado cossaco, trabalhador e agricultor.

SENEGAL - Ballet Jammu 

SENEGAL - Ballet JammuEste Ballet Folclórico nasce em Dakar em 2008. Dirigido por Ass Ndiaye, fruto de um ambicioso projeto do seu criador, no qual se fundem duas ideias: criar, por um lado, um grupo de folclore estável e por outro uma escola de música e dança. 

A sua Sede é no Centro Cultural de Yoff, bairro de marinheiros de Dakar, onde se criam as coreografias e se fazem os ensaios. Neste grupo participam jovens músicos e bailarinos de todas as etnias do Senegal. Nos seus espetáculos apresentam-se danças tradicionais do Senegal e também coreografias com elementos de dança contemporânea. 

JAMMU significa PAZ, palavra com a qual o Ballet pretende refletir na união dos povos do mundo mediante a dança. As suas danças impressionantes combinam movimentos cheios de energia com acrobacias espetaculares, baseadas no ritmo Mbalax. Este ritmo obtém-se com os tambores Sabar, utilizados durante eras pela etnia WOLOF do Senegal. 

Este grupo conta na sua carreira com prestigiados prémios e condecorações pelo rigor nas investigações das suas tradições e o trabalho realizado em prol da sua cultura e etnografia.

UCRÂNIA – “Yunist Donbass”

UCRÂNIA – “Yunist Donbass”A Ucrânia é agora uma república. A companhia "Yunist Donbass" da cidade de Donestsk é tudo o que exalta a alma eslava que gosta de misturar ao mesmo tempo os encantos da natureza, os prazeres da vida, e também aquela estranha melancolia que vem das vastas estepes monótonas onde o céu e a terra parecem derreter no mesmo horizonte. Esta terra está a sofrer de uma história de fúria e ensaios de fidelidade aos valores morais, religiosos e culturais. Fascinam o público com um espetáculo alegre, cheio de humor, um espetáculo colorido e animado. 

Com dançarinos, cujas acrobacias prodigiosas parecem conter o irreal, através das madeixas loiras das meninas, e a beleza deslumbrante das roupas, as cores ainda realçam a beleza dos dançarinos, o conjunto "Donbass Yunist "é o mais representativo deste espírito eslava. 

Este povo manteve-se fiel ao seu passado, fiel à sua religião, tradição, fiel a um certo tipo de beleza e harmonia aos quais a alma eslava sempre aspira. Este grupo incansável dança primeiro com seu coração. 

O seu espetáculo é também a imagem da Ucrânia e, naturalmente, relembra-nos os céus selados das primeiras neves, que estão representados nos corpetes bordados multicoloridos das jovens meninas, flores da primavera ornamentam os seus cabelos dourados, o alvorecer iridescente das manhãs de outono e verões tempestuosos portadores de calor para as muralhas de trigo.